Por que cachorros de grande porte vivem pouco?

Amor por animais vira tema de escola de samba de São Paulo

calendarioPublicado em 16 de jan de 2017 - Por Mariana Castro

Durante o Carnaval deste ano, os tutores e amantes dos animais estarão em festa. Isso porque o desfile da Águia de Ouro, renomada escola de samba de São Paulo, terá um samba enredo dedicado à causa animal.

No dia 24 de fevereiro, a escola entrará na avenida para contar a história intitulada Amor com amor se paga – Um mundo animal. A proposta foi feita pela ONG Celebridade Vira-Lata, que trata dos direitos dos animais. “O presidente da escola é um de nós, um apaixonado, e queria fazer esse enredo há tempos. Quando batemos a sua porta, ele viu que tinha chegado a hora e a escola inteira aplaudiu a decisão”, conta Luli Sarraf, fundadora da ONG.

+ Ativista arrisca a vida para salvar animais da morte em festival de carne de cachorro na China

+ Voluntária deita ao lado de animal resgatado para confortar o pet após cirurgia

A ideia do samba é passar uma mensagem de alerta sobre o abandono de animais e sobre a crueldade que muitos deles sofrem. O desfile visa levar mais consciência e amor aos que ainda desrespeitam os integrantes da cadeia alimentar. “Para cada nova pessoa que reflete sobre a gravidade das injustiças cometidas com os animais, ganhamos um adepto. Imagina podermos expor a causa para os milhões que compõem o universo do carnaval? Sem dúvida é um grande passo nesta luta”, explica a protetora dos animais.

Para representar todo esse amor na avenida, a primeira grande iniciativa da escola é não utilizar plumas nas fantasias. Além disso, as alegorias visam levar muita alegria aos que assistirão ao desfile, uma vez que é isso que os animais levam para as pessoas. “O cachorro será o protagonista do enredo. Nos inspiramos, portanto, na alegria dele quando seu tutor chega em casa, por exemplo”, afirma o carnavalesco Amarildo de Mello. “É uma grande brincadeira que a gente leva muito a sério”, completa.

aguia de ouro - reprodução

Cada alegoria traz um tema ligado ao universo dos animais, e todas são de se apaixonar. Uma delas exaltará os cachorros que fizeram fama, nos filmes ou desenhos animados, por exemplo. Já outra alegoria homenageará os circos que não usam animais em seus espetáculos, além de haver uma ala para prestigiar o serviço de cães-guia, cães terapeutas, farejadores, dentre outros.

+ Mãe chora ao ver o filho autista fazer amizade pela primeira vez – com um cão de serviço

Para promover a reflexão, uma alegoria discutirá as atrocidades no mundo animal. Ela trará jaulas, animais encarcerados e a sensação de constante ameaça. O desfile será finalizado com um carro alegórico que simulará um laboratório em que homens serão submetidos a testes, ao invés de animais.

“Será que no futuro teremos mais consciência e seremos mais sensíveis a dor do animal? ”, questiona Amarildo a respeito do tema. “O carnaval é muito mais que um espetáculo, ele é um meio de passar uma mensagem para o mundo inteiro, uma vez que é acompanhado em todas as partes do mundo. É bom saber que o nosso samba, nossa luz e alegria estão ligados a uma causa tão importante”, completa.

Fotos: Getty Images / Reprodução

Mariana Castro

No processo de se formar em jornalismo e convencer a mãe a ter um cachorrinho, sendo o segundo muito mais desafiador. No momento, o mais próximo que tem de algo de estimação é seu cacto, a Amélia. Enquanto isso, segue escrevendo e se apaixonando por vira-latas de terceiros.

Comentários