calendarioPublicado em 11 de dez de 2017 - Por Mariana Castro

Todos que já tiveram um pet sabem quão difícil é o momento em que o animalzinho nos deixa. Ele se torna parte da família e, por isso, o luto ao vê-lo partir precisa ser vivido com o mesmo cuidado e respeito. Percebendo essa demanda, empresas do mercado pet têm oferecido o serviço de cremação animal. O procedimento é o mesmo feito em seres humanos e tem o objetivo de permitir que os tutores tenham a oportunidade de dar um destino digno ao corpo do seu companheiro animal.

Uma dessas empresas é a Pet Previdência, que oferece o serviço de cremação coletiva, com vários animais juntos, ou individual, para que o tutor possa guardar as cinzas do seu pet. Cachorros, gatos, pássaros e até animais silvestres podem ser cremados. A única exigência é que ele seja um animal de estimação de pequeno porte. 

+ Como lidar com a perda de um animal e superar a fase de luto

+ Esta foto do último passeio de carro de um cão tem uma história de arrepiar

Apesar de muitos ainda desconhecerem o serviço, ele vem crescendo. Segundo Gabriela Mondroni, diretora comercial da Pet Previdência, a cremação é um dos métodos mais corretos para o descarte do corpo do animal. “Muitos ainda têm o costume de enterrar seus pets no quintal”, conta Gabriela. “O problema é que, ao entrar em estado de decomposição, o corpo libera um líquido chamado necrochorume, que vai para o lençol freático e contamina o solo”, completa.

O serviço de cremação também é pouco divulgado pois, no momento da perda, os tutores costumam estar fragilizados e seguem as orientações dos veterinários sem pesquisar mais a respeito. “Eles acabam indicando o serviço de incineração da prefeitura, que é diferente da cremação pois o corpo do animal é incinerado junto com outros resíduos”, alerta Gabriela. É por isso que a cremação é uma boa opção tanto para o meio ambiente quanto para o animal da família.

Serviços disponíveis

A empresa oferece dois tipos de serviço: o pronto atendimento e o plano preventivo. O pronto atendimento conta tanto com a cremação coletiva (a partir de R$ 450), na qual as cinzas do animal não são devolvidas pois ele é cremado com outros animais, quanto com a cremação individual (a partir de R$ 750). Ambas oferecem a certidão de óbito do pet e, na segunda opção, é possível adquirir urnas estilizadas para guardar as cinzas.

O plano preventivo funciona na cidade de São Paulo e conta com a parceria de clínicas e hospitais que oferecem descontos aos clientes. A partir de R$ 20 mensais, o tutor pode fazer a cremação do animal, quando este vier a falecer, sem custo adicional. Essa taxa será paga até o falecimento do pet. Além disso, independentemente do plano, é possível optar pela cremação assistida, na qual você garante que seu animal está sendo cremado sozinho ao acompanhar todo o procedimento.

A cremação é uma boa opção não apenas para a família e o animal, mas para o meio ambiente

Para se despedir do animal, é possível ainda fazer a cerimônia de cremação, que funciona da mesma maneira que o velório dos seres humanos. O pet é colocado em um caixão e você pode se despedir dele com flores, véu e tudo que é comum em eventos como esse. O valor inicial desse serviço é R$ 400. 

Por fim, uma novidade chama a atenção de quem é apaixonado por pets. Um dos serviços da empresa é transformar as cinzas ou o pelo do animal em um diamante, que pode ser usado em acessórios ou da forma que preferir. A ideia é ter, para sempre, a memória do animalzinho em forma de joia. “O serviço desperta o interesse de muitas pessoas, mas tem menos adesão por conta de seu valor, que é a partir de US$ 700 (aproximadamente R$ 3 mil)”, revela Gabriela.

Fotos: Getty Images

Mariana Castro

No processo de se formar em jornalismo e convencer a mãe a ter um cachorrinho, sendo o segundo muito mais desafiador. No momento, o mais próximo que tem de algo de estimação é seu cacto, a Amélia. Enquanto isso, segue escrevendo e se apaixonando por vira-latas de terceiros.

Comentários