Abrigo comemora a adoção de todos os seus pets

Estresse pode acelerar o envelhecimento dos cães, diz estudo

calendarioPublicado em 26 de dez de 2016 - Por Patricia Machado

O estresse não é apenas um mal que acomete os seres humanos. Estudos já haviam comprovado que os cães também podem sofrer com esse problema. O que ninguém sabia era que o estresse é responsável pelo aparecimento de pelos brancos nos cachorros, o que contribui para o seu envelhecimento.

+ Cães também podem sofrer com o estresse

+ Como ajudar um animal a superar traumas?

Para chegar a essa descoberta, os cientistas liderados pelo professor Thomas Smith, da Northern Illinois University, nos Estados Unidos, analisaram o comportamento de 400 cachorros. Eles visitaram os animais frequentemente em suas casas e também nas clínicas veterinárias.

Além disso, cada tutor precisou responder um questionário com 42 perguntas. Eles deveriam descrever com precisão como era a saúde, o comportamento, o estilo de vida e a aparência dos bichanos. A partir dessas respostas, os pesquisadores observavam se o animal destruía objetos quando estava sozinho, se ficava assustado quando era rodeado por pessoas e se sofria de perda de pelos.

Após esses testes, os cientistas perceberam que o estresse era responsável pelo surgimento de pelos brancos ao redor da boca, focinho e face. Dessa maneira, o estresse animal contribuía para o envelhecimento precoce do pet.

Os resultados foram publicados no jornal Applied Animal Behaviour Science.

Patricia Machado

Jornalista que descobriu a sua paixão por gatos graças às aventuras vividas ao lado do adorável Alfredo Afonso, um gatinho que foi resgatado das ruas e que também era conhecido por Lucky. Hoje, é tutora da pequena Sophie, uma gatinha que muitas vezes é chamada de Sofia Maria. No futuro, sonha em ter um porco e uma cadela chamada Matilda!

Comentários