Canguru resgatado abraça os voluntários do santuário para agradecê-los

Gato “persegue” soldado até conseguir ser adotado por ele

calendarioPublicado em 7 de out de 2016 - Por Patricia Machado

Depois de um dia de trabalho, o soldado Justin Walz estava voltando para a sua acomodação na base militar dos Estados Unidos na Romênia, quando um gato começou a seguí-lo até o local. Intrigado, ele prestou atenção no animal que não desviava seus olhos do seu caminho.

+ Abrigo constrói sala de estar para ajudar na recuperção de pets que esperam por um lar

+ Cachorro ajuda garoto autista a não ter pesadelos

Ao chegar em casa, Justin brincou um pouco com o gato mas, como não é permitido a presença de pets em bases militares, ele teve que deixar o animal do lado de fora. Na manhã do dia seguinte, o felino continuava ali e tentava entrar na base militar toda vez que um novo soldado chegava.

No dia seguinte, quando voltou para a base militar ao final do expediente, Justin teve outra supresa: o felino continuava à sua espera na frente do alojamento. Foi nesse instante que o soltado não resistiu e resolveu dar um novo lar ao animal.

O problema é que, em breve, a missão de Justin na Romênia irá terminar e ele precisará voltar para a sua casa no Texas. Para arcar com as despesas que envolvem a autorização de viagem e o transporte do animal, ele fez uma vaquinha online. Em pouco tempo, Justin conseguiu arrecadar o montante necessário para a viagem do gato, que já foi batizado de Salem.

“Eu queria levar o Salem comigo para casa porque ele trouxe alegria e conforto para mim e para os demais soldados, fazendo com que a gente se sentisse em casa. O mínimo que eu posso fazer é dar uma família e um local para ele morar”, contou Justin ao The Dodo.

gato-persegue-tutor-imagem-1-reproducao

gato-persegue-tutor-imagem-2-reproducao

gato-persegue-tutor-imagem-3-reproducao

gato-persegue-tutor-imagem-5-reproducao

gato-persegue-tutor-imagem-6-reproducao

Fotos: Reprodução

Patricia Machado

Jornalista que descobriu a sua paixão por gatos graças às aventuras vividas ao lado do adorável Alfredo Afonso, um gatinho que foi resgatado das ruas e que também era conhecido por Lucky. Hoje, é tutora da pequena Sophie, uma gatinha que muitas vezes é chamada de Sofia Maria. No futuro, sonha em ter um porco e uma cadela chamada Matilda!

Comentários

  • Joao De Deus Jdeus

    OS ANIMAIS CONHECEM AS PESSOAS DE BOM CORAÇÃO.