Gilberto Miranda

Formado em psicologia e com mestrado em educação, a especialidade de Gilberto Miranda é promover a harmonia entre os bichos e o seu ambiente, seja ele qual for. “Uma das grandes necessidades do ser humano é a educação e assim deve ser para com os animais também".

O que você deve levar em consideração antes de dar um pet para o seu filho

13/11/2015 Comente

Os animais de estimação sempre ocuparam e ocuparão a posição de melhor amigo do homem. Mas além do carinho que esses animais nos oferecem, é preciso lembrar que eles são seres vivos e, assim como nós, necessitam de amor, carinho, espaço e alimento, por exemplo. Por isso, é preciso analisar com cuidado a decisão de dar um animal de estimação para as crianças.
Antes de tomar essa decisão, é importante avaliar quem da família terá o contato e a responsabilidade sobre esse pet no dia a dia. Verifique se, além das crianças, idosos ou pessoas que têm medo de animal irão conviver com o ele. Isso irá determinar qual o pet ideal para cada pessoa.

+ Tudo o que você precisa saber antes de adotar um cão

Em todas as ninhadas há o nascimento de animais denominados como alfas. Eles têm características dominantes e assumem a liderança da família. Dependendo da maneira como são criados ou do contato que têm com os donos, podem se tornar animais extremamente agressivos. As estatísticas mostram que cerca de 95% dos ataques de cães e acidentes ocorrem com membros da própria família. Se esse animal considerado alfa não sentir liderança e firmeza das pessoas a sua volta, a sua própria natureza fará com que ele assuma a liderança sobre a família. Por isso, eles não devem ser dados a uma criança.

pet e criança 1

Antes de tomar a decisão de comprar um pet para os pequenos, também é preciso levar em consideração o tempo de vida desse animal. Animais como gatos e cachorros, por exemplo, irão conviver boa parte da vida com a criança e os pais precisam analisar se estão mesmo preparados para isso. Em média, um cão ou gato pode viver entre 10 e 15 anos.

Depois de analisar os itens acima, resta apenas mais um antes da tomada de decisão de dar ou não um pet para os filhos. Os animais de estimação precisam de cuidados que vão desde a educação até as visitas ao médico veterinário, o que implica em altos gastos. Além disso, tem também os gastos com ração, banhos, acessórios, etc. Por isso, a criança precisa entender que terá algumas responsabilidades com o pet, como levá-lo para passear, limpar a vasilha, trocar o tapete higiênico.

Por menor que seja a sua tarefa, isso irá ensinar a criança a entender as necessidades do animal e a ter comprometimento. Para evitar contratempos, a divisão de tarefas deve ser definida antes de comprar ou adotar o animal.

Comentários

Postagens relacionadas

tapete higiênico
O tapete higiênico funciona?

Muita gente me pergunta se o tapete higiênico é mesmo um bom negócio. A resposta é sim. As principais vantagens de usar esse produto são: praticidade ao manusear o tapete e a facilidade de remover as fezes do animal e limpar o local em que o cão fez as suas … leia mais

7 erros comuns na hora de educar o seu cão

Todo animal precisa de educação. Assim como nós levamos as crianças na escola, temos que educar os animais. Não é necessária uma educação formal — ou seja, colocar o cachorro em uma creche ou escola para cães. O treinamento ou adestramento é indicado para quem não tem habilidade, tempo ou … leia mais

Tudo o que você precisa saber antes de escolher um cão

Sempre antes de pegar um cão, é comum que as pessoas se façam algumas perguntas: “Moro em apartamento — qual raça eu devo escolher?” Ou: “Somos um casal sem filhos, qual o pet mais indicado para nós?” Normalmente, a resposta dessas questões pode aparecer facilmente em listas de “melhores raças para … leia mais