O que você precisa saber antes de adotar um pet

Projeto “Pet à Mesa” avalia restaurantes pet friendly em São Paulo

calendarioPublicado em 18 de ago de 2015 - Por Camila Natalo

Segundo dados do IBGE de 2013, 44,3% dos domicílios brasileiros possuem um cachorro. Já os gatos ficam logo atrás na pesquisa: 17,7% dos domicílios têm ao menos um felino.

Embora São Paulo não seja o estado com a maior população de pets no país (segundo a pesquisa, o Paraná é o grande campeão), a cidade possui diversos locais que permitem a entrada de cães e gatos, conhecidos como Pet Friendly.

+ Locais pelo Brasil que permitem a entrada de cães e gatos

Para avaliar a qualidade e atendimento desses estabelecimentos, em julho deste ano foi criado o projeto Pet à Mesa. Segundo o seu idealizador, Gustavo Campelo, especialista em comportamento animal, a ideia é verificar se esses locais têm condições para receber os cães, qual o tipo de tratamento oferecido a eles, e como tudo acontece durante a refeição.

A cada semana, o dono e um cachorro treinado pela equipe criadora do projeto, que também possui a empresa de adestramento Cão Ideal, é convidado para experimentar e avaliar essa experiência.

Até o momento, foram divulgadas as avaliações dos restaurantes: Ecully, Konstanz, Zena Caffè. Segundo os avaliadores, apesar de aprovados, os locais poderiam oferecer água aos pets já que, na maioria dos casos, eles só ganham água se a mesma é solicitada.

Além da avaliação do local, o foco do projeto é provar que um cão treinado pode ser educado e comportado em qualquer ambiente.

“Se o cão apresenta sinais de ansiedade, agressividade, late muito ou não se dá muito bem com outros cães, é sinal que um adestramento será bem vindo”, afirma Gustavo.

11778894_10207313351775738_87635949_o-580x580

Juca, da raça dogue de Bordeaux curtindo o restaurante Ecully

Para verificar novas avaliações de lugares, acompanhe a página de Gustavo clicando aqui.

Camila Natalo

Jornalista, adoradora de felinos, cachorros (especialmente buldogues franceses) e porquinhos. Eterna dona do schnauzer Tock e muitos – muitos gatos – entre eles os mutantes (brinks!) Michelangelo, Donatello, Raphael e Leonardo.

Comentários