Homem se arrisca para salvar filhote de urso em floresta nos EUA

Taiwan é o primeiro país asiático a proibir o consumo de carne de cães e gatos

calendarioPublicado em 17 de abr de 2017 - Por Mariana Castro

Não é muito fácil acreditar que, em alguns lugares da Ásia, nossos amados companheiros caninos e felinos são usados como alimento. Por isso, a novidade vai fazer muitos amantes de animais comemorarem. O governo de Taiwan aprovou uma lei que tornará o local no primeiro país do continente a banir completamente o uso da carne de cães e gatos.

+ Ativista arrisca a vida para salvar animais da morte em festival de carne de cachorro na China

+ Celebridades se unem em campanha contra os maus tratos a cães na Ásia

A nova legislação punirá aqueles que consumirem esse tipo de carne com uma multa entre NT$ 50.000 (R$ 5.125) e NT$ 250.000 (R$ 25.627). Isso também se aplica à venda, posse ou compra de carcaças de gatos e cachorros. As mudanças podem ser atribuídas à presidente Tsai Ing-wen. Durante sua campanha eleitoral, ela se posicionou como uma amante dos animais, revelando ser tutora de dois gatos e três cachorros.

Além disso, a população do Taiwan tem adotado uma postura diferente em relação a animais domésticos. Cada vez mais, as pessoas estão criando pets em suas casas. Isso está fazendo com a população local veja cães e gatos como uma companhia e desenvolva uma relação de amor e afeto.

+ Foi aprovada, em Massachusetts, medida que garante vida melhor a animais de fazenda

Em outros lugares do continente, entretanto, a luta continua. Na China, por exemplo, mais de dez mil cachorros são mortos anualmente no Festival Yulin de carne canina. Agora, é torcer para que o exemplo do Taiwan se espalhe para outros países.

Foto: Getty Images

Mariana Castro

Jornalista apaixonada por todos os seres vivos. Enquanto não realiza seu sonho de ter um cachorrinho, segue escrevendo sobre eles e se apaixonando por vira-latas de terceiros.

Comentários